Home»Guia de Barão Geraldo»Esquina do Jazz apresenta Ieda Cruz e Ricardo Matsuda Duo neste sábado, 20

Esquina do Jazz apresenta Ieda Cruz e Ricardo Matsuda Duo neste sábado, 20

0
Shares
Pinterest Google+

 

 

Esquina do Jazz Campinas | Battataria (Barão Geraldo)

apresenta

IEDA CRUZ & RICARDO MATSUDA DUO tocam Os Afro-Sambas (Vinícios de Moraes e Baden Powell) 

Em 2013 e 2014 a cantora e compositora Ieda Cruz e o violonista e guitarrista Ricardo Matsuda, com quarteto e o violonista Marcel Powell, circularam com o show “Balada Negra” tocando clássicos do consagrado disco “Os Afro-Sambas” de Vinícius de Moraes e Baden Powell). Revisitando esse belíssimo show, a dupla se apresenta na Esquina do Jazz.

Ieda Cruz é cantora e compositora da cidade de Campinas/SP, lançou seu CD autoral “Decote” em 2011. Conhecida pela influência da black music em seu trabalho, cantou com sua banda Nêga Madame ao lado da cantora Claudya, de Gerson King Combo, do violonista Marcel Powell e Di Melo. Cursou canto popular com especialização em composição e arranjo na faculdade Souza Lima-Berklee e desde então procura acrescentar aos seus projetos musicais aspectos próprios música instrumental com atenção principal voltada à improvisação vocal. Em 2017 estreiou seu show jazz na III Mostra Jazz Campinas.

Ricardo Matsuda iniciou a prática do violão aos cinco anos, tendo estudado com o maestro japonês Tetsunoue Kawaguti. Integrou diversos conjuntos de música popular brasileira e japonesa, recebendo premiações regionais. Reside em Campinas / SP desde 1984, com atividades como violonista, contra-baixista, violeiro, arranjador e compositor, principalmente no ambito da música popular e instrumental brasileiras, tendo atuado como instrumentista e/ou arranjador em produções com Paulo Jobim, Toninho Horta, Toquinho, Juliana Caymmi, Mané Silveira, Toninho Ferragutti, Ivan Vilela e Sizão Machado, como arranjador da Orquestra Sinfônica Municipal de Campinas, e em uma série de CDs, trilhas sonoras para teatro, TV e espetáculos musicais. No Japão, apresentou arranjos e composições para formação híbrida com os grupos Yanagasse Daiko (tradicional grupo de tambores japoneses – taiko) e Sambonês (naipe de percussão brasileira, com integrantes da Orquestra Sinfônica de Campinas). De 2001 a 2008, integrou o premiado grupo Anima (como violeiro, compositor e arranjador) com o qual se apresentou em quase todos os estados do Brasil, além de Argentina, Uruguai, Paraguai, Bolívia, Colômbia, México, Canadá e em turnês por diversas cidades dos EUA. O grupo de câmara foi nomeado ao Prêmio Carlos Gomes de Música em 2003. Entre outros registros, teve composição e arranjo gravados pela Orquestra Sinfônica Municipal de Campinas no CD Campinas de Todos os Sons, direção de Cláudio Cruz (2004), juntamente a obras de Carlos Gomes e José Eduardo Gramani. Contos Instrumentais – CD autoral gravado em parceria com a cravista Patrícia Gatti – foi escolhido o melhor lançamento de música instrumental brasileira em 2009 pelo jornal Correio Popular e obteve avaliação “ótimo” do critico Irineu Franco Perpétuo do jornal Folha de São Paulo. O trabalho também foi selecionado pelo festival Voa Viola para compor o atual panorama deste instrumento no Brasil, em 2010.

Sábado 20/10 das 21h às 23h
COUVERT R$10,00
Battataria (Barão Geraldo)
Av. Albino J. B. de Oliveira, 2297 – Campinas/SP
Reservas: (19) 3201-1174

Apoio: Zumbido Cultural

Previous post

Barão Geraldo realiza 4ª Cavalgada no domingo, 21

Next post

Praça da Paz terá mais uma edição da "Biodanza na Praça"

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *