Home»Notícias»Site e aplicativo para promoção da saúde de adolescentes são lançados por grupo de pesquisa da Unicamp

Site e aplicativo para promoção da saúde de adolescentes são lançados por grupo de pesquisa da Unicamp

1
Shares
Pinterest Google+

Os adolescentes podem obter informações sobre a prevenção de depressão, ansiedade, gravidez precoce, transmissão de ISTs e outros

O grupo de pesquisa Neuroeducation Research Group (NRG), vinculado ao CEPID Brainn da Unicamp, lançou uma plataforma composta por um site e aplicativo destinados a veiculação de informações para promoção de saúde ao público adolescente. Pelo site e aplicativo, os adolescentes podem obter informações sobre a prevenção de problemas comuns na adolescência, tais como depressão, ansiedade, gravidez precoce, transmissão de ISTs e outros.

De acordo com Lília Freire Rodrigues de Souza Li, professora do Departamento de Pediatria da Faculdade de Ciências Médicas (FCM) da Unicamp e coordenadora do projeto, dois em cada 10 adolescentes na região de Campinas apresentam uma doença crônica e seis em cada 10 apresentam algum problema de saúde. Como o tratamento e acompanhamento das doenças crônicas requerem um cuidado diário intenso, muitos adolescentes não conseguem compreender realmente a sua doença, não querem aderir ao tratamento e demonstram maior comportamento de risco do que os não doentes.

“O objetivo do projeto é testar se uma plataforma digital com informações de promoção de saúde é capaz de fortaleçer o autocuidado e a resiliência dos pacientes adolescentes”, explica Lília.

O site Adolescentes contém textos sobre diversos temas relacionados ao público jovem. Já o aplicativo apresenta quizzes para que o jovem possa aprender jogando, ganhando pontos, progredindo e se divertindo, tornando o processo de aquisição de informações mais atrativo.

O conceito utilizado é chamado de gamificação da aprendizagem, e é utilizado em diversos aplicativos já conceituados como por exemplo o Duolingo, um aplicativo focado na aprendizagem de idiomas. Qualquer adolescente pode acessar o site e baixar o aplicativo, que está disponível somente para Android na PlayStore do Google.

Fazem parte também do projeto Ricardo Rodrigues Nunes, pós-doutorando no NGR e orientador de Iniciação Científica; Sérgio Polo e Letícia Mansano, terceiranistas do curso de Medicina da FCM responsáveis pelo aplicativo e pelo site, respectivamente; Paula Maria Bernardes Camargos, aluna do quinto ano de Medicina da FCM e Thaís Tawil, quartanista do curso de Medicina da PUC-Campinas. O contato com a equipe do projeto Adolescentes pode ser feito pelo email adolesce@unicamp.br.

Matéria original publicada no site da FCM da Unicamp.

Previous post

Uma vida valorizando a vida: Centro Infantil Boldrini completa 43 anos

Next post

Horário de parques e bosques estão alterados a partir desta segunda-feira

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *